Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Mundo Interessante

Mundo Interessante

Ressentimento em Nietzsche

O filósofo Nietzsche devotou uma imensa atenção ao fenómeno psicológico do ressentimento. O ressentimento, segundo Nietzsche, impede o fluir da vida, pois o afetado vive continuamente preso em emoções que não consegue digerir. O ressentido lança um anátema contra toda a existência, condena toda a exteriorização de sentimentos vitais, tais como a alegria, o orgulho, o agir irracional e as paixões. A memória é a prisão do ressentido, pois as emoções não digeridas corroem o seu sistema psicofisiológico. O esquecimento, para Nietzsche, é a grande força vital que destrói o ressentimento. Uma pessoa que viva inocentemente está ligada à vida e aos seus fundamentos. Nada existe de mais destrutivo para um ser vivo do que o ressentimento, dado que este reviver de emoções corrompe a sua visão da vida.

4 comentários

Comentar post