Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Mundo Interessante

Mundo Interessante

Este mundo é Vontade de Poder

"E sabeis que é o mundo para mim? Hei-de vo-lo mostrar no meu espelho? Este universo é um prodígio de energia, sem início nem fim; uma quantidade de energia fixa e dada que não aumenta nem diminui, que não se consome, mas apenas altera a sua face; como um todo a sua massa é imutável, é um lar sem despesas nem ganhos, como sem aumento ou fontes de receita, cercada pelo nada como por uma fronteira. Não é nada de vago nem dissipado, não se estica até ao infinito; é antes um quantum definido de energia localizada em espaço limitado, e não em espaço vazio. É antes energia por toda a parte, o jogo de forças e ondas de força, muitas e ao mesmo tempo, aglomerando-se aqui e diminuindo ali, um mar de forças tempestuando e rugindo, sempre mutante, para sempre rolando sobre eras incalculáveis até ao retorno, com um fluxo e refluxo das suas formas, produzindo as mais complicadas coisas a partir das mais simples estruturas; produzindo as mais ardentes, mais selvagens e mais contraditórias coisas a partir da matéria mais quieta, mais rígida e mais congelada, e depois voltando da diversidade à uniformidade, do jogo de contradições à delícia da consonância, dizendo sim para si mesmo, mesmo nesta homogeneidade dos seus cursos e eras; abençoando-se sempre como algo que retorna eternamente - um devir que não conhece saciedade, nojo ou cansaço: este, o meu mundo Dionisíaco de auto-criação eterna, de auto-destruição eterna, este misterioso mundo de voluptuosidade ambígua; este, o meu Para Além do Bem e do Mal sem escopo, a menos que haja um escopo na alegria do círculo, sem propósito, a menos que um anel tenha por natureza de conservar a boa-vontade - teríeis nome para o meu mundo? Solução para todos os vossos enigmas? Quereis também uma luz, vós homens mais ocultos, mais fortes e mais intrépidos da mais tenebrosa meia-noite? - Este mundo é Vontade de Poder - e nada mais! Mesmo vós próprios sois esta vontade de poder - e nada mais!" in A Vontade de Poder, 1067, de Friedrich Nietzsche

3 comentários

Comentar post