Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Mundo Interessante

Mundo Interessante

Dalai Lama


O líder espiritual do Tibete, o 14º Dalai Lama, de nome Tenzin Gyatso, depois de liderar em 1959, sem sucesso, uma rebelião nacionalista contra o Governo chinês foi obrigado a deixar o seu Tibete e a partir para o exílio na Índia, onde foi calorosamente recebido.

Na época, a principal missão do Dalai Lama, que lhe foi confiada pelos seus seguidores, era a defesa do budismo noutras partes do mundo. O chefe de Estado tibetano procurou salvar o seu povo e a cultura tibetana. Assim, Dalai Lama iniciou uma luta pacifista para proteger a identidade do Tibete e recuperar a independência do país.

Parece, contudo, ser consensual que a sua atitude perante o mundo foi muito além da missão de líder espiritual do budismo, vindo a tornar-se, designadamente, uma força persistente na defesa dos direitos humanos face ao totalitarismo. O 14º Dalai Lama procurou aproximar-se de povos de diferentes confissões. Entre as inúmeras palavras proferidas pelo Dalai Lama, as que se seguem aproximam-se da ideia de ecumenismo: "Eu sempre acreditei que é muito melhor termos uma variedade de religiões, uma variedade de filosofias, do que uma simples religião ou filosofia. Isto é necessário por causa das disposições mentais diferentes de cada ser humano".

O Dalai Lama recebeu o Prémio Nobel da Paz em 1989.