Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Mundo Interessante

Mundo Interessante

Barões e Viscondes de Alcobaça

O primeiro visconde, D. Henrique da Silva da Fonseca Cerveira Leite (1784-1852), foi um militar distintíssimo do liberalismo, tendo comandado o famoso regimento de Infantaria 18, conhecido pela sua disciplina e lealdade. Entrou na vida militar aos 18 anos como voluntário e aos 40 foi promovido a coronel, passando a liderar o regimento. Perseguido pelos absolutistas em 1828, teve que se exilar. Antes de sair do país falou aos seus soldados, informando-os das razões do exílio e dando-lhes liberdade para escolherem os seus caminhos. Soldados, sargentos e oficiais (574 homens), todos aceitaram segui-lo, quando saiu do Porto em direção à Galiza. Porém, nem todos cumpriram, já que meses depois o regimento contava somente 310 militares. Mas era já forte a disciplina e lealdade no seio do grupo, mesmo quando foram obrigados a separar-se. O coronel seguiu para Inglaterra, mas o Regimento de Infantaria 18 não se desfez: comandado por um soldado, o grupo juntou-se ao visconde na Grã-Bretanha. Cerveira Leite comandou o regimento até 1832, passando então a liderar uma das divisões do exército liberal que desembarcou no Mindelo no ano seguinte. Foi condecorado com a Cruz nº 4 das Campanhas da Guerra Peninsular e com os graus de comendador da ordem de Avis e oficial da Torre-e-Espada. Foi agraciado com o título de barão por decreto de 1 de dezembro de 1834 (D. Maria II) e elevado a visconde por novo decreto, datado de 22 de dezembro de 1841. Em 2000, o título de visconde de Alcobaça pertencia a Agostinho José de Mello Vaz de Sampayo e Castro de Sousa Guedes, sobrinho trineto do primeiro visconde.