Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Mundo Interessante

Mundo Interessante

A Rebelião dos Escravos

Para Nietzsche, a história da Europa desde Sócrates é um longo e lento caminho de rebelião dos escravos. Os escravos, que são os homens inferiores, as massas, o povo, vêm tirando o poder das mãos dos sacerdotes e dos nobres desde o tempo desse filósofo grego, o que se acentuou a partir da Revolução Francesa. Os judeus começaram essa rebelião através da moral e os franceses revolucionários continuaram nesse caminho através das armas. Hoje, no nosso mundo da democracia parlamentar liberal capitalista, a vitória dos escravos alcança o seu final. A interpretação aristocrática do mundo continua a existir, mas encontra-se subordinada à interpretação das massas, dos escravos. O fim da rebelião, que já está perto ou mesmo já chegou, marcará a vinda do último homem, que é o homem mais medíocre que já existiu e que alguma vez poderá existir.

4 comentários

Comentar post