Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Mundo Interessante

Mundo Interessante

A Gravidade em Três Contextos

A gravidade, ou por que as coisas caem, é um assunto 


grave, isto é: sério.


 


Esse fenômeno natural desafia a compreensão humana. A
gravidade pode ser abordada através de três ramos do
conhecimento humano, ou trilogia.


 


Trilogia: filosofia, religião e ciência.


 


Para circunscrever cada um desses campos do
conhecimento, inevitavelmente temos nos apoiar na
filosofia.


 


A filosofia é limitada pela razão. Além da razão, a
filosofia é apenas loucura.


 


A religião é limitada pela fé. É preciso crer para ver.
Porém, ver tudo como do milagre é muito cômodo, pois
não dá trabalho nenhum ao intelecto.


 


A ciência é limitada pela experiência. A experiência é
aceita como fato. Além do fato, a ciência é apenas
especulação.


 


A Anulação da Gravidade


 


No contexto religioso, a anulação da gravidade é uma
coisa comum. Anjinhos flutuam no espaço.


 


No contexto filosófico, a anulação da gravidade é apenas
a anulação de um conceito. A idéia de gravidade de
Aristóteles é uma nulidade.


 


No contexto científico, a anulação da gravidade é apenas
uma possibilidade. Antes disso, é necessário entender o
que é gravidade.



A Evolução do Conceito de Gravidade na Ciência.


 


O estudo sistemático da gravidade deu origem ao método 


científico, desenvolvido por Galileu.


 


Newton, "apoiado em ombros de gigantes", desenvolveu uma
rigorosa descrição matemática sobre o tema.


 


Bem, depois vem Einstein... e aqui começa a especulação.
Onde estão as provas?


 


A gravidade einsteniana é a visão complementar da
realidade. Einstein conseguiu ver um grão de areia "ao
contrário", isto é: vê-se tudo, menos o grão de areia.


 


O conceito espaço-tempo einsteniano exigiu o
desenvolvimento de uma matemática titânica, acessível a
poucos mortais, ou talvez, a nenhum deles.


 


A descrição da gravidade através do conceito
espaço-tempo fundamenta-se bases religiosas. É
necessário "aceitá-la".



Mas, se considerarmos a gravidade como um efeito de
espaço/tempo, isto é: VELOCIDADE EM CONSTANTE
ACELERAÇÃO, tudo torna-se simples. Os conceitos iniciais
de espaço e tempo são revigorados.


 


Fato: a gravidade é anulada pela velocidade.


 


A hipótese da expansão universal é o caminho mais
simples para a criação de uma teoria unificada.

6 comentários

Comentar post